Cultura




Sai Pelé, entra Dida


São José do Rio Preto, 12 de julho de 2021 - Principal objeto museológico do Museu do Futebol, a camisa utilizada por Pelé na Copa do Mundo de 1970 vai deixar temporariamente a exposição de longa duração e ficar um período em "repouso" para preservação das fibras do tecido. Durante o processo de rotina, quem ocupa o lugar de Pelé é Dida, com a camisa que utilizou nos Jogos Olímpicos de 1996. O Museu do Futebol é uma instituição da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo.

O processo de troca foi realizado nesta segunda-feira (12), dia em que o museu está fechado para o público, pelos museólogos Juliana Pons e Mauricio Rafael. A escolha por Dida está relacionada à exposição temporária "Tempo de Reação - 100 anos do goleiro Barbosa", que homenageia Moacyr Barbosa e os 150 anos da posição de goleiro e traz muitas menções à trajetória de Dida.

Em 2006, o camisa 1 se tornou o primeiro goleiro negro titular da Seleção Brasileira em um Copa do Mundo desde Barbosa em 1950. Dida também está entre os assuntos mais comentados da internet desde domingo (11) pela semelhança com Donnarumma, goleiro italiano campeão da Eurocopa que defendeu pênaltis decisivos contra a Inglaterra e comemorou com semblante sério e gestos contidos, tal qual o brasileiro costumava fazer. E pode não ser mera coincidência: desde o ano passado Donnarumma é treinado pessoalmente por Dida, preparador de goleiros do Milan.

Já a camisa de Pelé vai passar um período em uma reserva técnica especializada para repousar na horizontal em ambiente escuro, com temperatura e umidade controlados, a fim de evitar o desgaste do tecido. A previsão é que camisas de outros goleiros e goleiras ocupem o espaço destinado à 10 de Pelé durante o período da exposição temporária, que fica em cartaz até novembro.

Foto: Olga Bagatini/Museu do Futebol




Últimas Notícias sobre Cultura

Site Desenvolvido por
Agência UWEBS Criação de Sites

Categorias

As + Lidas

  1. Super Muffato Damha será um investimento de mais de R$ 45 milhões
  2. Postos de combustíveis estão abastecendo apenas com declaração de atividade essencial ou de servidor público
  3. Comércio e serviços poderão abrir seis horas por dia de quarta a sábado apenas
  4. Prefeitura divulga regras para reabertura de restaurantes, salões de beleza e academias
  5. Região do bairro São Francisco lidera o ranking de Rio Preto
Ir ao Topo