Saúde




Rio Preto vai participar de estudos de mais duas vacinas contra Covid-19


São José do Rio Preto, 7 de junho de 2021 -  Covaxin e Medicago: anotem esses nomes. Essas são duas novas vacinas em desenvolvimento contra Covid-19 que iniciaram a fase 3 de testes no Brasil e terão parceria da Funfarme, por meio do Centro Integrado de Pesquisa Clínica (CIP) do Hospital de Base de Rio Preto, para testagem em voluntários.

O CIP já está com inscrições abertas para pessoas interessadas em se candidatar como voluntários do estudo da vacina contra Covid-19 (CP-PRO-CoVLP-021), produzida pela biofarmacêutica Medicago. 

O estudo prevê a participação de 800 voluntários em Rio Preto e região. Pessoas maiores de 18 anos poderão se inscrever no site da Instituição, por meio do preenchimento de um questionário. A equipe do centro entrará em contato, por telefone, para agendamento de uma visita de triagem no centro Integrado de Pesquisa Clínica em Vacinas, no andar subsolo do Hospital de Base.

Já no caso da Covaxin, o estudo é coordenado pelo Instituto Israelita de Ensino e Pesquisa Albert Einstein (ligado ao hospital homônimo), que foi contratado pelo laboratório indiano Bharat Biotech e pela Precisa Medicamentos (que detém os direitos de distribuição da vacina no país).

Poderão se candidatar voluntários maiores de 18 anos, que não se vacinaram ainda contra a Covid, nunca tiveram essa doença e que não morem com alguém que foi infectado com o coronavírus. Quem tem doenças crônicas deve estar estável. Mulheres não podem estar grávidas nem engravidar nos próximos 12 meses, tempo completo do estudo.

Os estudos também serão coordenados por meio da Funfarme, mas os deatalhes ainda não foram divulgados.

Coronavac
No ano passado, Rio Preto foi um dos pólos de pesquisa que atuaram em parceria com o Instituto Butantãn, na fase de testes da Coronavac, hoje adotada em larga escala na imunização contra Covid em todo o País. O estudo foi conduzido pela Famerp.

Outra pesquisa que a cidade fez parte foi conduzida pelo CIP do HB para comprovar a eficácia e segurança de uma potencial vacina, que recebeu o nome de Ad26.COV2.S. A participação neste estudo, conduzido pela Janssen (a divisão farmacêutica da Johnson-Johnson), foi aprovada pelo Comitê de Ética e Pesquisa da Famerp (Faculdade de Medicina de Rio Preto), instituição universitária integrada ao Hospital de Base de Rio Preto.

O estudo, aprovado pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), utiliza uma vacina baseada em vetor adenovírus. 

» Clique aqui caso tenha interesse em ser voluntário do estudo da vacina contra Covid-19 (CP-PRO-CoVLP-021), produzida pela biofarmacêutica Medicago.




Últimas Notícias sobre Saúde

Site Desenvolvido por
Agência UWEBS Criação de Sites

Categorias

As + Lidas

  1. Super Muffato Damha será um investimento de mais de R$ 45 milhões
  2. Postos de combustíveis estão abastecendo apenas com declaração de atividade essencial ou de servidor público
  3. Comércio e serviços poderão abrir seis horas por dia de quarta a sábado apenas
  4. Prefeitura divulga regras para reabertura de restaurantes, salões de beleza e academias
  5. Região do bairro São Francisco lidera o ranking de Rio Preto
Ir ao Topo