Mercado




O sucesso da Madalê, gelateria que, desde a inauguração, registra filas de dobrar o quarteirão


Filas e mais filas. Praticamente todos os dias. Essa é a visão de quem passa pela avenida Francisco das Chagas Oliveira, número 500. São os clientes da gelateria Madalê Gelato Artesanal. Clientes fiéis que há quase três anos não trocam os sabores criados por Renato Torres Corsini, fundador do empreendimento. Um sucesso que surpreendeu até o próprio dono. “No primeiro mês, já foi muita loucura. Minha meta triplicou. E foi crescendo a partir daí.”

As histórias de Renato e da Madalê realmente não seguem muitos padrões. Ele e a mulher, farmacêuticos, deixaram a carreira em São Paulo para abrir um negócio de paletas mexicanas no interior durante aquele auge das paletas. Mas a carreira dos sorvetes recheados foi curta. Já familiarizado com o mercado de sorvetes, Renato resolveu investir no gelato, que, na época, começava a ganhar espaço em grandes cidades.

A ideia era fazer algo diferente, um novo conceito de gelato, que atingisse um público mais amplo. “Os gelatos traziam com ele uma sensação de produto voltado para a classe mais alta. E eu nunca quis isso.”

Mas a abertura da Madalê só aconteceu após um período de muito trabalho e adequações. “Foi bastante tenso. Eu não tinha know-how. A gente sabia como fazer sorvete, mas não tinha conhecimento sobre gestão. Durante nosso tempo vendendo paletas, lidamos apenas com atacado. Então, foi complicado entender essa mudança na gestão. Eu fazia um pouco de tudo”, conta.

A Madalê abriu suas portas com apenas três funcionários, em dezembro de 2016. Hoje, o negócio conta com 20 pessoas. O faturamento também cresceu consideravelmente, assim como a marca, que segue em expansão. Já são três lojas – a segunda fica em Rio Preto, na região dos Damhas, e a terceira em Marília.

 “Nunca imaginei que teria fila aqui. Pensava que o fluxo seria simples, a pessoa ia chegar, pedir e apreciar seu gelato. Mas chegamos a ter 40, 50, 80 pessoas na fila.”

O segredo para tanto sucesso, segundo Renato, está em acreditar de verdade no sucesso. “Acreditar no negócio é fundamental. Estar 100% investido, trazer o melhor produto, pensar no que o cliente quer.”




Últimas Notícias sobre Mercado

Site Desenvolvido por
Agência UWEBS Criação de Sites

Categorias

As + Lidas

  1. Super Muffato Damha será um investimento de mais de R$ 45 milhões
  2. Postos de combustíveis estão abastecendo apenas com declaração de atividade essencial ou de servidor público
  3. Comércio e serviços poderão abrir seis horas por dia de quarta a sábado apenas
  4. Prefeitura divulga regras para reabertura de restaurantes, salões de beleza e academias
  5. Região do bairro São Francisco lidera o ranking de Rio Preto
Ir ao Topo