Consumo




Maior loja de cachaças online do mundo comercializa mais de 2000 rótulos


São Paulo, 20 de julho de 2021 - Mundialmente conhecida como um dos principais patrimônios da cultura brasileira, a cachaça hoje possui status de bebida requintada, mas não foi sempre assim. Marginalizada por muito tempo como a bebida da classe operária, em detrimento ao whisky escocês consumido pela elite, hoje a cachaça divide as prateleiras do mundo com os mais tradicionais e famosos destilados. Hoje, o mercado conta com quase 5.000 marcas do destilado, sendo produzidos, anualmente, quase 2 bilhões de litros.

Mesmo com tantas marcas, a maioria dos estabelecimentos fica restrito somente às marcas locais ou às industrializadas, limitando o consumidor final a apenas algumas opções. Foi justamente esse “gap” no mercado de cachaças que fez com que o especialista em marketing digital Rafael Araújo criasse a Cachaçaria Nacional.

“Quando decidimos iniciar o empreendimento, nossos estudos nos mostraram que a maioria da população não tinha conhecimento sobre o universo da cachaça como métodos produtivos, história, degustação, harmonização, dentre outros assuntos. Com isso, traçamos nosso objetivo: educar o consumidor; democratizar o consumo; buscar os melhores produtos do Brasil e ofertar o máximo de rótulos de cachaças ligando, desse modo, os pequenos produtores aos consumidores.” – explica Rafael Araújo, co-fundador da Cachaçaria Nacional.

Fundada em 25 de janeiro de 2010 por Rafael Araújo e Marcos Paolinelli, e comercializando mais de 2000 rótulos de cachaças artesanais de alambique em todo o Brasil, a Cachaçaria Nacional é a maior loja de cachaças online do mundo. Embora seu foco principal seja o destilado brasileiro vindo de alambiques de todo o país, a empresa também comercializa uma grande gama de produtos que permeiam esse universo, como acessórios para degustação, queijos, mostardas e pururucas de Minas Gerais.

Além disso, outras bebidas como licores e gin artesanais também estão no catálogo da empresa: “O foco da Cachaçaria Nacional sempre foi e será a velha e boa cachaça, mas cada vez mais os consumidores buscam, destes mesmos produtores artesanais, a possibilidade de expandir seus horizontes sensoriais. Por isso, os gins, que estão muito em alta com os públicos mais jovens principalmente, começaram a ter importância, e os produtores, assim como nós, não querem ficar pra trás.” – acrescenta Rafael.

Em uma jornada de mais de 10 anos, Rafael foi o primeiro a rodar o Brasil a procura de cachaças autenticamente artesanais e conhecer todos os seus detalhes de produção diretamente dos alambiques onde são produzidas. Viajou por quase todos os estados produtores, o que lhe rendeu mais de 2 mil rótulos degustados (e contando): uma biblioteca sensorial digna de pouquíssimos especialistas de cachaça no país. Foi assim que encontrou nas cachaças envelhecidas em barris de carvalho americano as melhores nuances do destilado.

Muito além de ser apenas um especialista intermediador entre os mais de 2000 rótulos que comercializa e o consumidor final, a Cachaçaria Nacional se empenha na constante evolução sensorial da bebida: “A cachaça é a bebida mundial que possui mais produtos armazenados em madeiras distintas. Enquanto bebidas como whisky e rum passam apenas em uma (carvalho), nossos mestres alambiqueiros e pesquisadores continuam a descobrir madeiras maravilhosas para armazenar nossa Cachaça.” – continua o empresário.

Com seu centro de distribuição localizado em Belo Horizonte, MG, a Cachaçaria Nacional leva muito a sério o compromisso de entrega de seus produtos aos consumidores de todo o Brasil: “Sabemos que um boa Cachaça tem de ser bem tratada desde a sua origem e transportada com carinho. Por isso, cuidamos para que o pedido sempre chegue ao seu destino sem frustrar a expectativa do cliente.  Além de distribuirmos para todo o Brasil, também temos soluções para exportações pontuais.” – finaliza Rafael.




Últimas Notícias sobre Consumo

Site Desenvolvido por
Agência UWEBS Criação de Sites

Categorias

As + Lidas

  1. Super Muffato Damha será um investimento de mais de R$ 45 milhões
  2. Postos de combustíveis estão abastecendo apenas com declaração de atividade essencial ou de servidor público
  3. Comércio e serviços poderão abrir seis horas por dia de quarta a sábado apenas
  4. Prefeitura divulga regras para reabertura de restaurantes, salões de beleza e academias
  5. Região do bairro São Francisco lidera o ranking de Rio Preto
Ir ao Topo