Economia




Enquanto o desemprego cresce no Brasil, a abertura de novas empresas bate recordes. Para ajudar, preparamos algumas dicas para você empreender de forma mais segura


O ano de 2020 pegou todos de surpresa. Com pandemia, crise política e mercado instável, o impacto no emprego formal foi bastante negativo. O desemprego no Brasil saltou para uma taxa recorde de 14,4% no trimestre encerrado em agosto, segundo dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua Mensal (PNAD Contínua), feita pelo IBGE. É a maior taxa já registrada na série histórica, iniciada em 2012.

O que fazer quando não se tem emprego disponível no mercado? Para muitos, a resposta é simples: empreender. Tanto que, paralelamente ao aumento na taxa de desemprego, o Brasil vem registrando recordes de abertura de empresas.

Diante deste cenário, a É RIO PRETO resolveu dar uma forcinha para quem está pensando em começar um negócio próprio e preparou, com a ajuda do analista de negócios do Sebrae-SP, Andrei Vergillio, e do contador e diretor do escritório Rissi Contabilidade Médica, José Eduardo Rissi, um Guia do Empreendedorismo. 

Abrindo sua empresa
Para aqueles que vão atuar como Microempreendedores Individuais, os MEIs, basta fazer sua inscrição no Portal do Empreendedor (www.portaldoempreendedor.gov.br) e pronto, sua empresa está aberta.

Já para negócios maiores, um dos primeiros passos deve ser a elaboração do contrato social, que contém informações sobre objetivo, ramo, aspectos societários e formação do capital social. É necessário protocolar os documentos pessoais na Junta Comercial ou no Cartório de Registro de Pessoas Jurídicas mais próximo para dar sequência na abertura da empresa.

Após o deferimento da análise será possível obter o CNPJ, que é o registro da empresa como contribuinte e necessário para a obtenção do alvará de funcionamento. O alvará é retirado na Prefeitura ou na administração regional da sua cidade. E, por fim, é necessário solicitar a inscrição municipal e liberação para emitir notas, que pode ser feito na Prefeitura ou na Secretaria Estadual da Fazenda, caso seja comércio ou indústria.

“Em todos os passos, a ajuda de um contador pode ser bastante positiva, pois ele vai contribuir para organizar os negócios e manter as entregas obrigatórias em dia”, afirma Rissi.

Obrigações
É comum em vários municípios realizar a consulta prévia de viabilidade e de zoneamento urbano, o código de posturas municipais, das atividades pretendidas do negócio, além das exigências comuns em algumas atividades, como alvará da vigilância sanitária e do corpo de bombeiros, a formalização do CNPJ e, posteriormente, o alvará de funcionamento junto à prefeitura.

Custos
Para que o empreendedor entenda qual a melhor forma de constituir uma empresa, é preciso saber o quanto pretende faturar com o seu negócio. No Brasil, existe vários tipos de empresas – MEI, ME, EPP, EIRELI, Sociedade simples unipessoal, sociedade simples. Vamos tomar como exemplo o mais comum, o MEI. 

Após a formalização, o MEI deve realizar o pagamento mensal de tributos no valor de R$ 52,25 (INSS), acrescido de R$ 5 (para Prestadores de Serviço) ou R$ 1 (para Comércio e Indústria).

Os custos variam muito de acordo com o tipo de empresa, a complexidade, a cidade, entre outras variáveis. Existem algumas taxas fixas, como DARE (Documento de Arrecadação de Receitas Estaduais), Certificado Digital e honorários da contabilidade, que é uma exigência para se manter uma empresa. No estado de São Paulo, a soma dessas taxas fica entre R$ 500 e R$ 3.500.

Para minimizar riscos e perdas
Um bom planejamento é o primeiro passo para quem deseja empreender. É imprescindível ter um plano de ação, para que seus objetivos se tornem realidade, definindo metas. Outro ponto é ter uma reserva mínima para dar início ao negócio, o capital inicial.
“É imprescindível que o empreendedor tenha sempre um plano de ação para avaliar seu negócio e o do concorrente, e é preciso se reinventar diariamente e desenvolver suas competências empreendedoras”, orienta Andrei Vergillio, do Sebrae.




Últimas Notícias sobre Economia

Site Desenvolvido por
Agência UWEBS Criação de Sites

Categorias

As + Lidas

  1. Super Muffato Damha será um investimento de mais de R$ 45 milhões
  2. Postos de combustíveis estão abastecendo apenas com declaração de atividade essencial ou de servidor público
  3. Comércio e serviços poderão abrir seis horas por dia de quarta a sábado apenas
  4. Prefeitura divulga regras para reabertura de restaurantes, salões de beleza e academias
  5. Região do bairro São Francisco lidera o ranking de Rio Preto
Ir ao Topo