Cultura




FIT Rio Preto conta com 12 espetáculos no fim de semana


O Festival Internacional de Teatro de São José do Rio Preto (FIT Rio Preto) promove de sexta-feira, dia 22, a domingo, dia 24 de julho, uma verdadeira maratona oferecendo 12 espetáculos com opções para públicos de todas as idades, sendo seis gratuitos. Ao todo, serão realizadas 23 sessões espalhadas por diferentes regiões da cidade, dessas, 13 com entrada franca. As atrações ocupam teatros, ruas e espaços alternativos.

Palco das peças voltadas para as crianças, o Teatro do Sesi recebe na sexta o musical Piquenique, coprodução do Teatro Independente e do Pequeno Teatro (Rio de Janeiro/RJ), e, no domingo, a peça Dom Quixote, da Cia. Um de Teatro (São Paulo/SP). Ambas fazem sessões duplas, 15h e 19h. A entrada é gratuita e a retirada de ingresso é exclusivamente no local uma hora antes do início.

Entre os espetáculos ao ar livre, há atrações para toda a família. [Histórias Encaixotadas] teatro lambe-lambe, da Varanda Teatro (São José do Rio Preto/SP), fará sessões na sexta, 11h, no Shopping HB; sábado, 15h, no Parque Ecológico Dr. Joaquim de Paula Ribeiro (Zona Norte); e domingo, 11h, Bosque Municipal.

Também de rua, há montagens que refletem acerca de questões atuais como Azar do Valdemar, da Cia. dos Inventivos (SP), em que uma trupe de artistas mambembes conta a história do desaparecimento de Valdemar e, com o público, tenta recriar a sua trajetória; e Salto no Vazio – Si-Pó, do coletivo CorpoContemporaneo21 (Manaus/AM), ação performática que trata das relações, inquietações, sentimentos e afetações dos corpos no e com os espaços naturais e urbanos, ou a ausência delas. A primeira faz sessão no sábado, 20h, na Praça Santa Apolônia (Distrito de Engenheiro Schmitt). A segunda será apresentada no domingo, a partir das 22h30, no Graneleiro, Complexo Swift.

Graneleiro e ações formativas
Já nas noites de sexta a domingo, o Ponto de Encontro do festival, o Graneleiro, será palco de 17 atrações gratuitas, entre projetos audiovisuais, performances, shows e apresentações de DJs e VJs.
Entre os pontos altos está o show da vencedora do Grammy Latino na categoria Pop Brasileiro Contemporâneo Tulipa Ruiz (SP), no sábado. A cantora revisitará sua carreira acompanhada do power trio Pipoco das Galáxias em um show no sábado. As performances também estão entre os destaques, trabalhos Looping: Bahia overdub, da 7Oito Produções (Salvador/BA), na sexta; e Manifesto de uma mulher de teatro, atuado por Tânia Farias (Tribo de Atuadores Oi Nóis Aqui Traveiz, Porto Alegre/RS), sábado.
No campo das ações formativas, o público poderá acompanhar oito atividades de sexta a segunda. São intercâmbios, encontros, mesa, roda de conversa e encontro entrevista, com acesso gratuito em diferentes locais, sem necessidade de reservar ingresso.

Retirada de ingressos gratuitos
Os ingressos gratuitos para os espetáculos infantis Piquenique, Dom Quixote, Ombela – A origem das chuvas e Quando eu morrer, vou contar tudo a Deus e Vermelhinhos, que serão apresentados no Teatro do Sesi dentro da programação do Festival Internacional de Teatro de São José do Rio Preto (FIT Rio Preto), estarão disponíveis apenas no local de apresentação para retirada uma hora antes do espetáculo. O mesmo vale para a ópera Pagliacci, no Teatro Municipal Paulo Moura.
Já os ingressos ainda disponíveis para os espetáculos nacionais estão à venda exclusivamente nas unidades do Sesc e na bilheteria do Graneleiro no Complexo Swift de Educação e Cultura. Na Swift, a venda de ingressos é das 19h às 21h30, com exceção dos dias 26 e 27/7, até às 22h30.

Serviço:
FESTIVAL INTERNACIONAL DE TEATRO DE SÃO JOSÉ DO RIO PRETO – FIT RIO PRETO De 21 a 30 de julho – São José do Rio Preto – SP/ Brasil.
Realização: Prefeitura Municipal de São José do Rio Preto e Sesc São Paulo.
Programação completa no site fitriopreto.com.br.

CONFIRA A PROGRAMAÇÃO DE SEXTA-FEIRA-22/07 A DOMINGO-24/07

SEXTA-FEIRA – 22/07

ESPETÁCULOS

EDIFÍCIO CRISTAL
Cia. de Teatro Incomode-Te | Porto Alegre (RS)

Classificação indicativa: livre | Data: 22/07 | Duração: 40 minutos | Horário: 9h às 12h e 14h às 17h | Local: Biblioteca Pública Municipal Dr. Fernando Costa | Grátis (sessões individuais)

Sinopse
Edifício Cristal é uma cristaleira interativa em que cada andar apresenta histórias de pessoas que residem dentro de pequenos apartamentos, em situações que revelam como elas enfrentaram o período inicial da pandemia. O espectador clica no número do apartamento que quer ouvir a história, fazendo seu percurso individual pelo edifício com o uso de fones de ouvido. Não há atores, mas os estímulos visuais e sonoros levam o espectador para dentro dos apartamentos, entendendo as histórias.
#familia #historiascontadas #artesvisuais #teatro #instalacaocenica #edificiocristal #teatrolambelambe #isolamentosocial #vidaemapartamento #pandemia

Ficha técnica
Idealização: Liane Venturella
Concepção de interiores: Liane Venturella e Nelson Diniz
Textos: Carlos Ramiro Fensterseifer, Liane Venturella e Nelson Diniz
Locuções: Carlos Ramiro Fensterseifer, Letícia Vieira, Liane Venturella e Nelson Diniz
Cenotécnica: Matheus Grimm
Projeto luminotécnico e automação: Ricardo Vivian Trilha sonora: Angelo Primon Desenho de som: Juan Quintáns Produção artística: Letícia Vieira Assessoria de imprensa: Leo Sant’Anna Identidade visual: Ricardo Petry
Produção: Primeira Fila Produções
Realização: Cia. de Teatro Incomode-te

[HISTÓRIAS ENCAIXOTADAS] TEATRO LAMBE-LAMBE Varanda Teatro | São José do Rio Preto/SP

Classificação indicativa: livre | Duração: 120 minutos, com mini sessões de 2min45seg cada | Data: 22/07 | Horário: 11h | Local: Shopping HB | Grátis (sessões individuais)

Sinopse
Através do Teatro Lambe-lambe, três pequenas histórias podem ser espiadas dentro de caixas itinerantes. As [Histórias encaixotadas] são inspiradas pelos artistas Pablo Picasso, Tarsila do Amaral e Oswaldo Goeldi, e utilizam da poética das miniaturas para revisitar as obras Guernica, Abaporu e O ladrão, através de uma diminuta experiência visual e sonora que se agiganta em poucos minutos.

#teatrolambelambe #miniaturas #teatro #arte #bonecos #formasanimadas #teatroderua

Ficha técnica
Atores lambelambeiros: Fernanda Missiaggia, Guilherme Hernandes e João Darte Orientação artística: Tiago Almeida e Abel Saavedra Light designer: Abel Saavedra e Gabi Céspedes Direção artística: Guilherme Hernandes Direção executiva: João Darte Produção e pesquisa: Varanda Teatro

PIQUENIQUE
Cia Teatro Independente e Cia Pequeno teatro | Rio de Janeiro/RJ

Classificação indicativa: livre | Duração: 55 minutos | Data: 22/07 | Horário: 15h e 19h | Local: Teatro do Sesi | 380 lugares | Ingressos: Grátis (retirada no local um hora antes da apresentação)

Sinopse
O espetáculo conta de forma poética e divertida a história de Greta, uma jovem bondosa, forte e inteligente que luta contra a opressão de um tirano dono de uma fábrica de canhões que amedronta toda a cidade. Dona do seu nariz, ela sai pelo mundo com seus quitutes e comidas deliciosas, até que encontra em uma cidade um mundo de crueldades, com sua inteligência e astúcia resolve não só seu problema como ajuda todos que estão a sua volta a escaparem das maldades do tirano.

#piquenique #piqueniqueteatro #Greta

Ficha técnica
Elenco: Carolina Pismel e Paulo Verlings
Direção: Flavio Souza
Dramaturgia: Marcéli Torquato e Flavio Souza
Músico: Raoní Costa
Direção musical e composições originais: Guilherme Miranda
Cenário: Mina Quental e Flavio Souza
Iluminação: Luiz Paulo Neném
Figurinos: Flavio Souza
Realização: Outrar Produções Artísticas Eireli

SOLO DE MARAJÓ
Usina Contemporânea de Teatro | Belém/PA

Classificação indicativa: 14 anos | Duração: 58 minutos | Data: 22/07 | Horário: 19h | Local: Teatro Municipal Nelson Castro | 200 lugares | Ingressos: R$ 20 (inteira); R$ 10 (meia-entrada: aposentado, pessoa com mais de 60 anos, pessoa com deficiência, estudante e servidor de escola pública, trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo credenciados no Sesc e seus dependentes, classe teatral rio-pretense credenciada e participantes do Festival com crachá de identificação) | Venda online disponível a partir de 8 de julho no site fitriopreto.com.br

Sinopse
Sozinho sobre o palco vazio, um ator conta oito histórias que, reunidas, fazem um retrato dos modos de vida do povo habitante de pequenos povoados à beira dos rios, no Norte do Brasil. Usando apenas o corpo e a voz, constrói narrativas que levam o espectador a imaginar pessoas, paisagens, cores, sons e cheiros que constituem o universo amazônico. A obra “Marajó” (1947), do romancista paraense Dalcídio Jurandir, é fonte dramatúrgica do espetáculo e traduz a complexidade da região, onde a riqueza e a exuberância da vida ligada ao ambiente natural contrastam com um drama social histórico, consequência da exploração predatória e da violação de direitos que resultam em desigualdades sociais alarmantes.

#Culturaamazônica #Povocaboclo
#DalcídioJurandir #SolodeMarajó

Ficha técnica
Dramaturgia: Alberto Silva Neto e Claudio Barros Atuação e figurino: Claudio Barros Iluminação e direção: Alberto Silva Neto
Fotos: JM Conduru

3 MANEIRAS DE TOCAR NO ASSUNTO
Fulminante Produções | Rio de Janeiro (RJ)

Classificação indicativa: 14 anos | Duração: 80 minutos | Data: 22/07 | Horário: 19h | Local: Sesc – Teatro | 228 lugares | Ingressos: R$ 20 (inteira); R$ 10 (meia-entrada: aposentado, pessoa com mais de 60 anos, pessoa com deficiência, estudante e servidor de escola pública, trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo credenciados no Sesc e seus dependentes, classe teatral rio-pretense credenciada e participantes do Festival com crachá de identificação) | Venda online disponível a partir de 8 de julho no site fitriopreto.com.br

Sinopse
O espetáculo aborda a questão da homofobia na sociedade moderna através de três solos curtos. No primeiro, O Homem de Uniforme Escolar, o público assiste a uma aula de bullying homofóbico. O segundo, O Homem com a Pedra na Mão, é o depoimento de um dos participantes da Revolta de Stonewall, que aconteceu em junho de 1969, em Nova York. O terceiro, O Homem no Congresso Nacional, é o pronunciamento de um deputado gay e ativista na tribuna da Câmara.

#monologo #homofobia #diversidade #lgbt #lgbtq #gay #dramaturgia #dramaturgianacional #leonardonetto #fabianodefreitas #teatrobrasileiro #3maneirasdetocarnoassunto

Ficha técnica
Texto e atuação: Leonardo Netto
Direção: Fabiano de Freitas
Direção de movimento: Marcia Rubin
Iluminação: Renato Machado
Cenário: Elsa Romero
Figurino: Luiza Fardin
Visagismo: Marcio Mello
Trilha sonora: Rodrigo Marçal e Leonardo Netto Design gráfico: Lê Mascarenhas
Fotos: Dalton Valerio
Direção de produção: Luísa Barros
Realização: Fulminante Produções Culturais

CAMILO
Teatro La Candelaria | Bogotá (Colômbia)

Classificação indicativa: 16 anos | Duração: 70 minutos | Data: 22/07 | Horário: 21h | Local: Teatro Municipal Paulo Moura | 800 lugares | Ingressos: R$ 20 (inteira); R$ 10 (meia-entrada: aposentado, pessoa com mais de 60 anos, pessoa com deficiência, estudante e servidor de escola pública, trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo credenciados no Sesc e seus dependentes, classe teatral rio-pretense credenciada e participantes do Festival com crachá de identificação) | Venda online e presencial disponível a partir de 8 de julho no site fitriopreto.com.br.

#camilotorres #teatrocolombiano #teologiadalibertacao #teatrolacandelaria #Colombia #sociologia

Sinopse
O espetáculo revisita a trajetória de Camilo Torres (1909-1966), sacerdote católico colombiano, pioneiro da Teologia da Libertação, co-fundador da primeira Faculdade de Sociologia da América Latina e membro do grupo guerrilheiro Exército de Libertação Nacional (ELN).

Ficha técnica
Criação coletiva: Teatro La Candelaria
Direção: Patricia Ariza
Intérpretes criadores: Fernando Mendoza, Hernando Forero, César Badillo, Rafael Giraldo, Nohra González, Alexandra Escobar, Carmiña Martínez, Adelaida Otálora, Eddy Laverde, Erika Guzmán, Camilo Amórtegui, César Amézquita E Diego Vargas
Produção: Luis Hernando Forero, César Badillo, Rafael Giraldo, Nohra González, Alexandra Escobar, Adelaida Otálora, Mónica Fernández, Erika Guzmán e Miguel Ángel Malaver Iluminação e sonoplastia: Carlos Robledo

INSÔNIA – TITUS MACBETH
Estúdio Lusco Fusco | São Paulo/SP

Classificação indicativa: 14 anos | Duração: 90 minutos | Data: 22/07 | Horário: 21h | Local: Ginásio do Sesc | 180 lugares | Ingressos: R$ 20 (inteira); R$ 10 (meia-entrada: aposentado, pessoa com mais de 60 anos, pessoa com deficiência, estudante e servidor de escola pública, trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo credenciados no Sesc e seus dependentes, classe teatral rio-pretense credenciada e participantes do Festival com crachá de identificação) | Venda online disponível a partir de 8 de julho no site fitriopreto.com.br

Sinopse
Em uma instalação cênica em que o público pode se deslocar livremente, duas das mais fascinantes tragédias de Shakespeare se fundem: Macbeth e Titus Andronicus. Manipulando forças sobrenaturais, Lady Macbeth nos conduz por uma trama de assassinato, ambição e loucura, enquanto Titus inicia seu circo de vingança e violência desenfreadas. Atores e público ocupam o mesmo espaço durante a apresentação, imersos em uma surpreendente instalação sonora e visual.

#Shakespeare #teatroimersivo #instalação #tragedia #macbeth #titusandrônicus #estudioluscofusco #escritoriodasartes

Ficha técnica
Texto: a partir das obras Titus Andronicus e Macbeth de William Shakespeare Direção e concepção cênica: André Guerreiro Lopes
Dramaturgia: Sérgio Roveri e André Guerreiro Lopes Tradução de Macbeth: Marcos Daud, com colaboração de Fernando Nuno
Idealização: Alexandre Brazil, Djin Sganzerla e André Guerreiro Lopes
Elenco: Helena Ignez, Djin Sganzerla, André Guerreiro Lopes, Michele Matalon, Samuel Kavalerski e Carolina Amares Cenografia e figurinos: Simone Mina Concepção sonora: Gregory Slivar
Iluminação: Marcelo Lazzaratto
Direção de cena: Rafael Bicudo e Elisete Jeremias
Visagismo: Emerson Murad
Assistência de direção: Samuel Kavalerski Assistência de cenografia: Vinicius Cardoso e Nika Santos Assistência de figurinos: Nika Santos Preparação corporal e vocal: Estúdio Lusco-fusco
Fotos: André Guerreiro Lopes e Cassandra Mello
Aderecista: Larissa Matheus
Cenotécnica: Jorge Ferreira Silva e Mateus Fiorentino Nanci
Contrarregra: Leonardo Barbosa
Costureiras: Fátima Castro Chagas, Helenita Procópio e Lili Santa Rosa Operação de luz: Felipe Tchaça Operação de som: Renato Garcia Assistência de produção para cenário e figurino: Larissa Matheus Produção executiva: Náshara Silveira Direção de produção: Alexandre Brazil Realização artística: Estúdio Lusco-fusco e Escritório das Artes

GRANELEIRO– 22h30 às 4h

Looping: Bahia overdub
7Oito Produções
Performance-dança | Salvador/BA

Looping: Bahia overdub é uma plataforma de investigação que se desdobra em formatos distintos, em diálogo com contexto locais – espetáculo, instalação e festa. Looping constitui um estudo do tempo. O tempo de Looping é o da repetição, acumulação, fusão e supressão: ciclos que se encerram em si mesmos, sobre si mesmos. Movimentos de tensão e distensão da cultura, cuja paisagem predominante é das festas de largo de Salvador com suas contradições. Looping é o encontro entre pensamento sonoro e pensamento coreográfico: overdub Bahia.

Mundo Breve
Zeca Barreto
Música | São José do Rio Preto/SP

Zeca Barreto, rio-pretense que é destaque nos festivais de MPB do Brasil, apresenta um show eletrizante, alternativo, diverso e plural, com forte presença do samba, ijexá e baião. São canções que exploram temáticas sociais e ambientais, evocando uma forte identidade percussiva, calcada na influência afro-brasileira.

Sem rótulos
DJ Ricka
Discotecagem | São José do Rio Preto/SP

A cultura hip hop sempre foi a marca registrada do DJ Ricka. No entanto, em seu novo projeto, ele sai de sua zona de conforto para se desafiar com outros gêneros e estilos musicais. Em ‘Sem rótulos’, apresenta um set com predominância da disco music dos anos 1980, além da música brasileira e latina.

Urbanidades
Carolina Capelli
Videoarte | São José do Rio Preto/SP

Videoarte que propõe outro olhar sobre a cidade, a partir da elaboração do diálogo entre dança, vídeo e fotografia: a trajetória do trem, os espaços arquitetônicos e as movimentações que há nos corpos da cidade, sejam eles de pessoas, de animais ou de máquinas. As questões urbanas são abordadas de forma lúdica e sensível, lançando mão da composição entre as lentes fotográficas e o corpo da dançarina, que interagem com a cidade.

Vintereveracena
Jorge Etecheber
Fotografia | São José do Rio Preto/SP

Fotógrafo que há mais de duas décadas registra a cena cultural rio-pretense, Jorge Etecheber reúne em uma exposição digital 750 imagens do Festival Internacional de Teatro de São José do Rio Preto, desde sua primeira edição, em 2001, até 2019.

Serviço
Graneleiro – FIT Rio Preto 2022
Data: 22/07 | Horário: 22h30 às 4h | Complexo Swift de Educação e Cultura (em frente ao anfiteatro do Parque da Represa) | Lotação máxima: 900 pessoas | Grátis (retirada de ingressos na bilheteria FIT no Complexo Swift, nos dias de Graneleiro, a partir das 15h, com limite de 1 (um) ingresso por pessoa | Será exigido comprovante de vacinação e uso de máscara, se estiver em recomendação pelos órgãos oficiais de Saúde | Não será permitida entrada de menores de 18 anos, mesmo que acompanhados dos pais

FORMATIVAS

Encontro
Dia: 22/07/2022
Hora: 22h30
Local: Complexo Swift de Educação e Cultura – Área das figueiras

HOMOAFETIVIDADE: O AMOR FUGINDO DOS PAR METROS Fabiano Dadado de Freitas (RJ) | Flip Couto (SP) | Ronaldo Serruya (SP)

O amor é normativo? Quem define os parâmetros do amar? Quem acessa o amor? Este encontro buscará refletir acerca de possíveis formas assumidas pelo amor contemporâneo, tendo como provocador o espetáculo Três maneiras de tocar no assunto.

SÁBADO – 23/07

ESPETÁCULOS
EDIFÍCIO CRISTAL
Cia. de Teatro Incomode-Te | Porto Alegre (RS)

Classificação indicativa: livre | Data: 23/07 | Duração: 40 minutos | Horário: 9h às 12h | Local: Biblioteca Pública Municipal Dr. Fernando Costa | Grátis (sessões individuais)

Sinopse
Edifício Cristal é uma cristaleira interativa em que cada andar apresenta histórias de pessoas que residem dentro de pequenos apartamentos, em situações que revelam como elas enfrentaram o período inicial da pandemia. O espectador clica no número do apartamento que quer ouvir a história, fazendo seu percurso individual pelo edifício com o uso de fones de ouvido. Não há atores, mas os estímulos visuais e sonoros levam o espectador para dentro dos apartamentos, entendendo as histórias.

#familia #historiascontadas #artesvisuais #teatro #instalacaocenica #edificiocristal #teatrolambelambe #isolamentosocial #vidaemapartamento #pandemia

Ficha técnica
Idealização: Liane Venturella
Concepção de interiores: Liane Venturella e Nelson Diniz
Textos: Carlos Ramiro Fensterseifer, Liane Venturella e Nelson Diniz
Locuções: Carlos Ramiro Fensterseifer, Letícia Vieira, Liane Venturella e Nelson Diniz
Cenotécnica: Matheus Grimm
Projeto luminotécnico e automação: Ricardo Vivian Trilha sonora: Angelo Primon Desenho de som: Juan Quintáns Produção artística: Letícia Vieira Assessoria de imprensa: Leo Sant’Anna Identidade visual: Ricardo Petry
Produção: Primeira Fila Produções
Realização: Cia. de Teatro Incomode-te

[HISTÓRIAS ENCAIXOTADAS] TEATRO LAMBE-LAMBE Varanda Teatro | São José do Rio Preto/SP

Classificação indicativa: livre |Duração: 120 minutos, com mini sessões de 2min45seg cada | | Data: 23/07 | Horário: 15h | Local: Parque Ecológico Dr. Joaquim de Paula Ribeiro (Zona Norte) |Grátis (sessões individuais) Sinopse Através do Teatro Lambe-lambe, três pequenas histórias podem ser espiadas dentro de caixas itinerantes. As [Histórias encaixotadas] são inspiradas pelos artistas Pablo Picasso, Tarsila do Amaral e Oswaldo Goeldi, e utilizam da poética das miniaturas para revisitar as obras Guernica, Abaporu e O ladrão, através de uma diminuta experiência visual e sonora que se agiganta em poucos minutos.

#teatrolambelambe #miniaturas #teatro #arte #bonecos #formasanimadas #teatroderua

Ficha técnica
Atores lambelambeiros: Fernanda Missiaggia, Guilherme Hernandes e João Darte Orientação artística: Tiago Almeida e Abel Saavedra Light designer: Abel Saavedra e Gabi Céspedes Direção artística: Guilherme Hernandes Direção executiva: João Darte Produção e pesquisa: Varanda Teatro

AZAR DO VALDEMAR
Cia. dos Inventivos | São Paulo/SP

Classificação indicativa: livre | Duração: 70 minutos | Data: 23/07 | Horário: 19h | Local: Praça Santa Apolônia, no distrito de Engenheiro Schmitt | Grátis | Não é necessário retirar ingresso

Sinopse
Uma trupe de artistas mambembes conta a história do desaparecimento de Valdemar e, com o público, tenta recriar a sua trajetória. Traz informação sobre os sequestrados pelo estado policial que vigora em nosso país, denunciando simbolicamente as inúmeras injustiças do corpo social fragmentado pela violência.

#teatroderua #teatrodevariedades #teatronegro #teatrodegrupo

Ficha técnica
Atores-criadores: Aysha Nascimento, Flávio Rodrigues e Marcos di Ferreira
Músico-criador: Adilson Fernandes
Direção: Edgar Castro
Assistente de direção: Daniela Rosa
Dramaturgista: Jé Oliveira
Orientação da pesquisa: Alexandre Mate
Direção musical e música original: Rodrigo Mercadante Preparação corporal e direção de movimento: Verônica Santos Preparação vocal: Raniere Guerra Preparação dos atores: Antônio Salvador Treinamento palhaço: Esio Magalhães Cenário e luz: Wagner Antônio Assistente de cenário e luz: Van Caires Brincante figurinista e aderecista: Cleydson Catarina Assistente de figurinos e adereços: Marcos Emanoel

SOLO DE MARAJÓ
Usina Contemporânea de Teatro | Belém/PA

Classificação indicativa: 14 anos | Duração: 58 minutos | Data: 23/07 | Horário: 19h | Local: Teatro Municipal Nelson Castro | 200 lugares | Ingressos: R$ 20 (inteira); R$ 10 (meia-entrada: aposentado, pessoa com mais de 60 anos, pessoa com deficiência, estudante e servidor de escola pública, trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo credenciados no Sesc e seus dependentes, classe teatral rio-pretense credenciada e participantes do Festival com crachá de identificação) | Venda online disponível a partir de 8 de julho no site fitriopreto.com.br

Sinopse
Sozinho sobre o palco vazio, um ator conta oito histórias que, reunidas, fazem um retrato dos modos de vida do povo habitante de pequenos povoados à beira dos rios, no Norte do Brasil. Usando apenas o corpo e a voz, constrói narrativas que levam o espectador a imaginar pessoas, paisagens, cores, sons e cheiros que constituem o universo amazônico. A obra “Marajó” (1947), do romancista paraense Dalcídio Jurandir, é fonte dramatúrgica do espetáculo e traduz a complexidade da região, onde a riqueza e a exuberância da vida ligada ao ambiente natural contrastam com um drama social histórico, consequência da exploração predatória e da violação de direitos que resultam em desigualdades sociais alarmantes.

#culturaamazônica #povocaboclo #DalcídioJurandir #SolodeMarajó

Ficha técnica
Dramaturgia: Alberto Silva Neto e Claudio Barros Atuação e figurino: Claudio Barros Iluminação e direção: Alberto Silva Neto
Fotos: JM Conduru

3 MANEIRAS DE TOCAR NO ASSUNTO
Fulminante Produções | Rio de Janeiro (RJ)

Classificação indicativa: 14 anos | Duração: 80 minutos | Data: 23/07 | Horário: 19h | Local: Sesc – Teatro | 228 lugares | Ingressos: R$ 20 (inteira); R$ 10 (meia-entrada: aposentado, pessoa com mais de 60 anos, pessoa com deficiência, estudante e servidor de escola pública, trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo credenciados no Sesc e seus dependentes, classe teatral rio-pretense credenciada e participantes do Festival com crachá de identificação) | Venda online disponível a partir de 8 de julho no site fitriopreto.com.br

Sinopse
O espetáculo aborda a questão da homofobia na sociedade moderna através de três solos curtos. No primeiro, O Homem de Uniforme Escolar, o público assiste a uma aula de bullying homofóbico. O segundo, O Homem com a Pedra na Mão, é o depoimento de um dos participantes da Revolta de Stonewall, que aconteceu em junho de 1969, em Nova York. O terceiro, O Homem no Congresso Nacional, é o pronunciamento de um deputado gay e ativista na tribuna da Câmara.

#monologo #homofobia #diversidade #lgbt #lgbtq #gay #dramaturgia #dramaturgianacional #leonardonetto #fabianodefreitas #teatrobrasileiro #3maneirasdetocarnoassunto

Ficha técnica
Texto e atuação: Leonardo Netto
Direção: Fabiano de Freitas
Direção de movimento: Marcia Rubin
Iluminação: Renato Machado
Cenário: Elsa Romero
Figurino: Luiza Fardin
Visagismo: Marcio Mello
Trilha sonora: Rodrigo Marçal e Leonardo Netto Design gráfico: Lê Mascarenhas
Fotos: Dalton Valerio
Direção de produção: Luísa Barros
Realização: Fulminante Produções Culturais

CAMILO
Teatro La Candelaria | Bogotá (Colômbia)

Classificação indicativa: 16 anos | Duração: 70 minutos | Data: 23/07 | Horário: 21h | Local: Teatro Municipal Paulo Moura | 800 lugares | Ingressos: R$ 20 (inteira); R$ 10 (meia-entrada: aposentado, pessoa com mais de 60 anos, pessoa com deficiência, estudante e servidor de escola pública, trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo credenciados no Sesc e seus dependentes, classe teatral rio-pretense credenciada e participantes do Festival com crachá de identificação) | Venda online e presencial disponível a partir de 8 de julho no site fitriopreto.com.br.

#camilotorres #teatrocolombiano #teologiadalibertacao #teatrolacandelaria #Colombia #sociologia

Sinopse
O espetáculo revisita a trajetória de Camilo Torres (1909-1966), sacerdote católico colombiano, pioneiro da Teologia da Libertação, co-fundador da primeira Faculdade de Sociologia da América Latina e membro do grupo guerrilheiro Exército de Libertação Nacional (ELN).

Ficha técnica
Criação coletiva: Teatro La Candelaria
Direção: Patricia Ariza
Intérpretes criadores: Fernando Mendoza, Hernando Forero, César Badillo, Rafael Giraldo, Nohra González, Alexandra Escobar, Carmiña Martínez, Adelaida Otálora, Eddy Laverde, Erika Guzmán, Camilo Amórtegui, César Amézquita E Diego Vargas
Produção: Luis Hernando Forero, César Badillo, Rafael Giraldo, Nohra González, Alexandra Escobar, Adelaida Otálora, Mónica Fernández, Erika Guzmán e Miguel Ángel Malaver Iluminação e sonoplastia: Carlos Robledo

INSÔNIA – TITUS MACBETH
Estúdio Lusco Fusco | São Paulo/SP

Classificação indicativa: 14 anos | Duração: 90 minutos | Data: 23/07 | Horário: 21h | Local: Ginásio do Sesc | 180 lugares | Ingressos: R$ 20 (inteira); R$ 10 (meia-entrada: aposentado, pessoa com mais de 60 anos, pessoa com deficiência, estudante e servidor de escola pública, trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo credenciados no Sesc e seus dependentes, classe teatral rio-pretense credenciada e participantes do Festival com crachá de identificação) | Venda online disponível a partir de 8 de julho no site fitriopreto.com.br

Sinopse
Em uma instalação cênica em que o público pode se deslocar livremente, duas das mais fascinantes tragédias de Shakespeare se fundem: Macbeth e Titus Andronicus. Manipulando forças sobrenaturais, Lady Macbeth nos conduz por uma trama de assassinato, ambição e loucura, enquanto Titus inicia seu circo de vingança e violência desenfreadas. Atores e público ocupam o mesmo espaço durante a apresentação, imersos em uma surpreendente instalação sonora e visual.

#Shakespeare #teatroimersivo #instalação #tragedia #macbeth #titusandrônicus #estudioluscofusco #escritoriodasartes

Ficha técnica
Texto: a partir das obras Titus Andronicus e Macbeth de William Shakespeare Direção e concepção cênica: André Guerreiro Lopes
Dramaturgia: Sérgio Roveri e André Guerreiro Lopes Tradução de Macbeth: Marcos Daud, com colaboração de Fernando Nuno
Idealização: Alexandre Brazil, Djin Sganzerla e André Guerreiro Lopes
Elenco: Helena Ignez, Djin Sganzerla, André Guerreiro Lopes, Michele Matalon, Samuel Kavalerski e Carolina Amares Cenografia e figurinos: Simone Mina Concepção sonora: Gregory Slivar
Iluminação: Marcelo Lazzaratto
Direção de cena: Rafael Bicudo e Elisete Jeremias
Visagismo: Emerson Murad
Assistência de direção: Samuel Kavalerski Assistência de cenografia: Vinicius Cardoso e Nika Santos Assistência de figurinos: Nika Santos Preparação corporal e vocal: Estúdio Lusco-fusco
Fotos: André Guerreiro Lopes e Cassandra Mello
Aderecista: Larissa Matheus
Cenotécnica: Jorge Ferreira Silva e Mateus Fiorentino Nanci
Contrarregra: Leonardo Barbosa
Costureiras: Fátima Castro Chagas, Helenita Procópio e Lili Santa Rosa Operação de luz: Felipe Tchaça Operação de som: Renato Garcia Assistência de produção para cenário e figurino: Larissa Matheus Produção executiva: Náshara Silveira Direção de produção: Alexandre Brazil Realização artística: Estúdio Lusco-fusco e Escritório das Artes

GRANELEIRO– 22h30 às 4h

Influente: cartografias subjetivas
Elissa Pomponio
Performance | São José do Rio Preto/SP

A performance se estabelece no campo técnico, da instalação e do experimental por meios processuais que buscam definições para uma cidade em trânsito. Vendar os olhos para produzir uma obra plástica provoca a ampliação dos demais sentidos, forçando a artista a imergir em sua subjetividade, estimulada pela movimentação de uma cidade viva, com referência e material da memória. A mecânica do papel que continua correndo lentamente, como os ponteiros de um relógio, impedem que as ilustrações se formem por completo, como intensifica a efemeridade do tempo.

Manifesto de uma mulher de teatro
Tânia Farias e Tribo de Atuadores Oi Nóis Aqui Traveiz Performance | Porto Alegre/RS

Partindo da personagem Ofélia, de um dos textos mais contundentes da dramaturgia contemporânea, ‘Hamletmachine’, de Heiner Müller – marcante na trajetória da atriz Tânia Farias -, a performance traz ao centro da arena a vociferação contra a engrenagem de violências às quais mulheres são continuamente submetidas.

Tulipa Ruiz e Pipoco das Galáxias
Música | São Paulo/SP

Vencedora do Grammy Latino na categoria Pop Brasileiro Contemporâneo, a cantora Tulipa Ruiz revisita sua carreira em show com o power trio Pipoco das Galáxias, formado por seu irmão, Gustavo Ruiz (guitarra), Gabriel Mayall (baixo) e Samuel Fraga (bateria). O repertório do show resgata sucessos dos quatro discos que marcam sua carreira: ‘Efêmera’ (2010), ‘Tudo Tanto’ (2012), ‘Dancê’ (2015) e ‘Tu’ (2017). A artista tem músicas incluídas em filmes, novelas e games e costuma se apresentar em teatros e festivais do mundo todo, como Rock in Rio e Montreux Jazz Festival. Além de se destacar como intérprete, Tulipa vem sendo cada vez mais reconhecida por seu trabalho autoral, compondo músicas para artistas como Elza Soares (‘Banho’) e Juçara Marçal (‘Ladra’), sendo vencedora do Prêmio WME na categoria Melhor Compositora.

Sangue no Olho
Giordano Castro
Discotecagem | Recife/PE

DJ Sangue no Olho (Giordano Castro) é um dos fundadores do Bloco @eumevingodetunocarnaval, do qual é uma das atrações principais todos os anos. Para além das festas carnavalescas, o DJ também é presença marcante nas noites recifenses, colocando o povo pra dançar em festas como Vodalevu, Festival Open Rua e Odara. O seu som tem um único objetivo: colocar o povo pra dançar.

Vintereveracena
Jorge Etecheber
Fotografia | São José do Rio Preto/SP

Fotógrafo que há mais de duas décadas registra a cena cultural rio-pretense, Jorge Etecheber reúne em uma exposição digital 750 imagens do Festival Internacional de Teatro de São José do Rio Preto, desde sua primeira edição, em 2001, até 2019.

Serviço
Graneleiro – FIT Rio Preto 2022
Data: 21, 24, 27 e 28/07 | Horário: 22h30 às 3h | Data: 22, 23, 29 e 30/07 | Horário: 22h30 às 4h | Complexo Swift de Educação e Cultura (em frente ao anfiteatro do Parque da Represa) | Lotação máxima: 900 pessoas | Grátis (retirada de ingressos na bilheteria FIT no Complexo Swift, nos dias de Graneleiro, a partir das 15h, com limite de 1 (um) ingresso por pessoa | Será exigido comprovante de vacinação e uso de máscara, se estiver em recomendação pelos órgãos oficiais de Saúde | Não será permitida entrada de menores de 18 anos, mesmo que acompanhados dos pais

FORMATIVAS

Intercâmbio
Dia: 23/07/2022
Hora: 10h às 13h
Local: Teatro de Bolso da Casa de Cultura Dinorath do Valle

VARANDA TEATRO (SJRP) & ESTÚDIO LUSCO FUSCO (SP) Criatividade com rigor estético permeiam as interações entre Varanda Teatro (Histórias Encaixotadas – Teatro Lambe-Lambe), de São José do Rio Preto/SP, e o Estúdio Lusco Fusco (Insônia – Titus Macbeth).

Encontro
Dia: 23/07/2022
Hora: 14h30
Local: Sala de Múltiplo Uso – Sesc Rio Preto

A REPRESSÃO DA MEMÓRIA: FALTA-NOS LEMBRAR?
Ana Correa (Lima/Peru) | Patrícia Ariza (Bogotá/Colômbia) | Tania Farias (RS)

Esta mesa de debate propõe-se a refletir sobre recentes períodos ditatoriais vividos no continente sul-americano, suas consequências e nossa relação com essa memória.

Mesa
Dia: 23/07/2022
Hora: 16h30
Local: Teatro de Bolso da Casa de Cultura Dinorath do Valle

COMO CRIAR FORA DOS EIXOS HEGEMÔNICOS DAS GRANDES CAPITAIS DO SUDESTE?
Cláudio Barros (PA) | Milton Aires (GO) | Taynã Azevedo (SP)

Esta mesa, integrada por artistas oriundos de Belém-PA, buscará refletir sobre especificidades enfrentadas quando se cria fora das grandes capitais do sudeste do país.

Roda de conversa
Dia: 23/07/2022

Hora: 22h30
Local: Complexo Swift de Educalção e Cultura – Área das figueiras

OLHARES CRÍTICOS
Ave Terrena (SP) | Henrique Saidel (RS) | Renata Felinto (CE)

Um encontro para pensar sobre a prática da crítica e suas possibilidades na atualidade. Como os processos críticos dialogam com a cena nos tempos das redes sociais e dos espaços virtuais?

DOMINGO – 24/07

ESPETÁCULOS

EDIFÍCIO CRISTAL
Cia. de Teatro Incomode-Te | Porto Alegre (RS)

Classificação indicativa: livre | Data: 24/07 | Duração: 40 minutos | Horário: 9h às 12h | Local: Biblioteca Pública Municipal Dr. Fernando Costa | Grátis (sessões individuais)

Sinopse
Edifício Cristal é uma cristaleira interativa em que cada andar apresenta histórias de pessoas que residem dentro de pequenos apartamentos, em situações que revelam como elas enfrentaram o período inicial da pandemia. O espectador clica no número do apartamento que quer ouvir a história, fazendo seu percurso individual pelo edifício com o uso de fones de ouvido. Não há atores, mas os estímulos visuais e sonoros levam o espectador para dentro dos apartamentos, entendendo as histórias.

#familia #historiascontadas #artesvisuais #teatro #instalacaocenica #edificiocristal #teatrolambelambe #isolamentosocial #vidaemapartamento #pandemia

Ficha técnica
Idealização: Liane Venturella
Concepção de interiores: Liane Venturella e Nelson Diniz
Textos: Carlos Ramiro Fensterseifer, Liane Venturella e Nelson Diniz
Locuções: Carlos Ramiro Fensterseifer, Letícia Vieira, Liane Venturella e Nelson Diniz
Cenotécnica: Matheus Grimm
Projeto luminotécnico e automação: Ricardo Vivian Trilha sonora: Angelo Primon Desenho de som: Juan Quintáns Produção artística: Letícia Vieira Assessoria de imprensa: Leo Sant’Anna Identidade visual: Ricardo Petry
Produção: Primeira Fila Produções
Realização: Cia. de Teatro Incomode-te

[HISTÓRIAS ENCAIXOTADAS] TEATRO LAMBE-LAMBE Varanda Teatro | São José do Rio Preto/SP

Classificação indicativa: livre | Duração: 120 minutos, com mini sessões de 2min45seg cada | Data: 24/07 | Horário: 11h | Local: Bosque Municipal | Grátis (sessões individuais)

Sinopse
Através do Teatro Lambe-lambe, três pequenas histórias podem ser espiadas dentro de caixas itinerantes. As [Histórias encaixotadas] são inspiradas pelos artistas Pablo Picasso, Tarsila do Amaral e Oswaldo Goeldi, e utilizam da poética das miniaturas para revisitar as obras Guernica, Abaporu e O ladrão, através de uma diminuta experiência visual e sonora que se agiganta em poucos minutos.

#teatrolambelambe #miniaturas #teatro #arte #bonecos #formasanimadas #teatroderua

Ficha técnica
Atores lambelambeiros: Fernanda Missiaggia, Guilherme Hernandes e João Darte Orientação artística: Tiago Almeida e Abel Saavedra Light designer: Abel Saavedra e Gabi Céspedes Direção artística: Guilherme Hernandes Direção executiva: João Darte Produção e pesquisa: Varanda Teatro

DOM QUIXOTE
Cia. Um de Teatro | São Paulo (SP)

Classificação indicativa: livre | Duração: 60 minutos | Data: 24/07 | Horário: 15h e 19h | Local: Teatro do Sesi | 380 lugares | Ingressos: Grátis (retirada no local um hora antes da apresentação)

Sinopse
Livre adaptação da obra de Miguel de Cervantes, Dom Quixote recebe tradução cênica sobre um homem, interno de um hospício, apaixonado por livros, que decide tornar-se um cavaleiro andante, sob a alcunha de Dom Quixote, com o propósito de ajudar as pessoas a vencerem às opressões do mundo. Ele terá por companhia o fiel enfermeiro Sancho Pança, que se torna, nas mais diversas aventuras por uma Espanha atemporal, seu fiel escudeiro.

#uminfantilparaadultosumadultoparacriancas #teatroparatodos #ciaumdeteatroc #teatroparatodasasidades #domquixote #quixotesco

Ficha técnica
Direção: Rodrigo Audi
Dramaturgia: Angela Ribeiro, Hercules Morais e Rodrigo Audi
Elenco: Angela Ribeiro, Carú Lima, Hercules Morais, João Attuy e Rita Pisano Direção de arte: Clissia Morais Cenografia e adereços: Julia Armentano e Maira de Benedetto
Figurinos: Alex Kazuo
Desenho de luz: Junior Docini
Desenho de som: Pedro Cury, Rodrigo Audi e Leonardo Santiago Operação de som: Romário Lopes Mídias sociais e conteúdos audiovisuais: Denis da Rosa Produção executiva: Hercules Morais Direção de produção: Arthur Maia Assistente de produção: Alana Komatsu

TRAGA-ME A CABEÇA DE LIMA BARRETO
Cia dos Comuns | Rio de Janeiro/RJ

Classificação indicativa: 14 anos | Duração: 60 minutos | Data: 24/07 | Horário: 19h | Local: Teatro do Sesc | 228 lugares | Ingressos: R$ 20 (inteira); R$ 10 (meia-entrada: aposentado, pessoa com mais de 60 anos, pessoa com deficiência, estudante e servidor de escola pública, trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo credenciados no Sesc e seus dependentes, classe teatral rio-pretense credenciada e participantes do Festival com crachá de identificação) | Venda online disponível a partir de 8 de julho no site fitriopreto.com.br

#teatronegro #teatronegrocontemporâneo #LimaBarreto

Sinopse
Escrita pelo diretor e dramaturgo Luiz Marfuz, em 2017, especialmente para comemorar os 40 anos de carreira do ator Hilton Cobra, com direção de Fernanda Júlia (Onisajé), a peça mostra uma imaginária sessão de autópsia na cabeça do escritor Lima Barreto, conduzida por um Congresso de Eugenistas no Brasil, início do século XX. Após a morte de Lima Barreto, os médicos eugenistas determinam a exumação do corpo, a fim de responder à seguinte pergunta: “Como um cérebro, considerado inferior pelos eugenistas da época, poderia ter produzido e publicado obras literárias de qualidade, se a arte nobre e da boa escrita deveria ser um privilégio das raças consideradas superiores?”. A partir desse embate, a peça mostra as várias facetas da personalidade e da genialidade de Lima Barreto, refletindo sobre loucura, racismo e eugenia, a obra não reconhecida e os enfrentamentos políticos e literários de sua época.

Ficha técnica
Ator: Hilton Cobra
Dramaturgia: Luiz Marfuz
Direção: Fernanda Júlia (Onisajé)
Cenário: Vila de Taipa – Erick Saboya, Igor Liberato e Marcio Meirelles Direção Musical: Jarbas Bittencourt Direção de Movimentos: Zebrinha Desenho de Luz: Jorginho de Carvalho e Valmyr Ferreira
Figurino: Biza Vianna
Direção de Vídeo: David Aynan
Adereços: Dominique Faislon
Assistência de Direção, Preparação Corporal e Vocal: Fernando Santana Produção Executiva: Lud Picosque Operador de Áudio e Vídeo: Duda Fonseca Operador de Luz: Lucas Barbalho Vozes em Off: Lázaro Ramos, Caco Monteiro, Harildo Deda, Frank Menezes, Hebe Alves, Rui Mantur e Stephane Bourgade

E.L.A.
Jéssica Teixeira | Fortaleza/CE

Classificação indicativa: 14 anos | Duração: 70 minutos | Data: 24/07 | Horário: 21h | Local: Ginásio do Sesc | 228 lugares | Ingressos: R$ 20 (inteira); R$ 10 (meia-entrada: aposentado, pessoa com mais de 60 anos, pessoa com deficiência, estudante e servidor de escola pública, trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo credenciados no Sesc e seus dependentes, classe teatral rio-pretense credenciada e participantes do Festival com crachá de identificação) | Venda online disponível a partir de 8 de julho no site fitriopreto.com.br.

Sinopse
Pudesse ser apenas um enigma. Mas não. O corpo faz problema. O corpo dá trabalho. Pode ser muitos. Pode ser, inclusive, o que não queremos. O corpo será sempre o que quiser? É social. É político. É tecnológico. É inconsciente. Pensamento. Desejo. Invisível. Invasor. O corpo se despedaça. É estrutura. É movimento. Mas, sobretudo, é estranho. Eu sou o outro e a outra. Teimo e re-existo. Ele se degenera e E.L.A se faz impossível.

#saudeebemestar #corpoperfeito #corposaudavel #medicina #beauty #loveyourself

Ficha técnica
Atuação: Jéssica Teixeira
Direção: Diego Landin
Direção de arte: Yuri Yamamoto
Direção de videomapping: Pedrokas
Produção geral: Jéssica Teixeira e Pedro Leão
Textos: Jéssica Teixeira, Vera Carvalho e fragmentos de Eliane Robert Moraes e Paul B. Preciado Consultora dramatúrgica: Maria Vitória
Figurinos: Yuri Yamamoto e Isac Bento
Videoclip: Gustavo Portela
Música do videoclip: “Saúde Mecânica”, de Edgar Coreografia do videoclip: Andréia Pires Vocal coach: Priscila Ribeiro Trilha sonora: Diego Landin Música final: Dancing Barefoot, de Patti Smith, regravada por Fernando Catatau e Artur Guidugli
Escultor: Kazane
Cenotécnico: Marsuelo Sales
Iluminador: Fábio Oliveira
Operação de luz: Uberson Gomes
Operação de videomapping: João Marcelo Gomes Designer gráfico: Diego Landin | ERRATICA design Assessor de Imprensa: Aécio Santiago Assistentes de produção e contrarregras (CE): Wescly Psique e Aris Oliver Assistentes de produção e contrarregras (SP): Isabella Purcino e João Fontenele Foto cartaz: Beto Skeff Fotos de divulgação: Beto Skeff e Victor Augusto Nogueira Fotos de estreia: Caroline Veras e Guilherme Silva | Cineteatro São Luiz
Coprodução: Cubo Cultural
Realização: Catástrofe Produções

#arte #arvores #performance #corpocontemporaneo #arborismoart #dança #seresvivos #seringueira #floresta #artecontemporanea #amazonia #gaia #manaus #santamariars #calistenia #ginasticanatural #ancestralidade #norte #sul #narrativas

SALTO NO VAZIO – SI-PÓ
CorpoContemporaneo21 | Manaus/AM

Ação performática que trata das relações, inquietações, sentimentos e afetações dos corpos no e com os espaços naturais – floresta/árvores – e urbanos – ou a ausência delas. Deslocando-se em diferentes contextos, em estados de suspensão, os corpos propõem um não-tempo, desacelerando o olhar para momentos de contemplação e “embrenhamento” neste não-lugar. Somos um que é feito de dois.

Ficha técnica
Direção: Odacy Oliveira
Direção artística: Valdemir de Oliveira
Performer: Odacy Oliveira
Trilha sonora: Victor Kaleb

Classificação indicativa: livre | Duração: 30 minutos | Data: 24/07 | Horário: 22h30 | Local: Complexo Swift de Educação e Cultura – Graneleiro | Grátis | Retirada de ingresso no local a partir das 15h

GRANELEIRO– 22h30 às 3h

Stray Cat Live
Beboop Blues
Música | São José do Rio Preto/SP

A banda rio-pretense de blues apresenta o show baseado em seu primeiro disco, ‘Stray Cat’ (2020). No palco, encena os dramas dos sujeitos poéticos que ganham voz em composições recheadas de histórias de malícia, de autoengano, de desencanto e, ao mesmo tempo, e até estranhamente, de certa esperança.

Canções para o expurgo
Grazie Nunes e Jeff Santaniello
Discotecagem | São Paulo (SP)

Com mergulho na ampla memória ‘rebolativa’ brasileira, a dupla de DJs apresenta um repertório dedicado a incendiar os rolos e rolês dos que sobreviveram a não-lugares, lugares umbigo e outros pontos de encontro do Festival Internacional de Teatro de São José do Rio Preto através dos tempos.

#RockandRolling
André Madi
Música | São José do Rio Preto/SP

O show traz performances de canções autorais e releituras do cantor, compositor e músico rio-pretense, passando por diferentes ritmos e estilos. O formato é um power trio, com voz e guitarra, baixo e bateria.

Curva sinuosa
Jessica Teixeira
Performance | Fortaleza/CE

O curta protagonizado por Jessica Teixeira é um desdobramento audiovisual do projeto ‘Partindo do princípio de que a Terra é plana, sou toda curva e desvio’, uma continuidade da pesquisa ‘Corpo Impossível’ iniciada pela artista em 2017, quando decidiu seguir carreira solo e mergulhar fundo no próprio corpo – sua matéria prima de trabalho. ‘Curva Sinuosa’ é aquilo não que se sabe, à primeira vista, é aquilo que não consegue estar ao alcance dos olhos, antes de dobrar, é partir do princípio de que os sentidos se misturam, conectam-se com outras energias e matérias, se a gente quiser. Conectar canais que escutam imagens e sentem o frio da água atirada como tremor das palavras que descrevem aquilo que ninguém viu, mas que estava lá. É o que está entre nós, causando desvios, acidentes, ranhuras, incertezas, acasos e perigos. Não dá para confiar.

Matrística Relicário
Tauane Santo Forte
Performance | São José do Rio Preto/SP

Este trabalho é uma revisitação à série de performances desenvolvidas pela Cia. do Santo Forte entre os anos de 2017 e 2019. A pesquisa uniu artistas profissionais e amadores interessados em pesquisar e honrar as ancestralidades femininas inspiradas em orixás e entidades da umbanda.

Vintereveracena
Jorge Etecheber
Fotografia | São José do Rio Preto/SP

Fotógrafo que há mais de duas décadas registra a cena cultural rio-pretense, Jorge Etecheber reúne em uma exposição digital 750 imagens do Festival Internacional de Teatro de São José do Rio Preto, desde sua primeira edição, em 2001, até 2019.

Serviço
Graneleiro – FIT Rio Preto 2022
Data: 24/07 | Horário: 22h30 às 3h | Complexo Swift de Educação e Cultura (em frente ao anfiteatro do Parque da Represa) | Lotação máxima: 900 pessoas | Grátis (retirada de ingressos na bilheteria FIT no Complexo Swift, nos dias de Graneleiro, a partir das 15h, com limite de 1 (um) ingresso por pessoa | Será exigido comprovante de vacinação e uso de máscara, se estiver em recomendação pelos órgãos oficiais de Saúde | Não será permitida entrada de menores de 18 anos, mesmo que acompanhados dos pais

FORMATIVAS

Encontro entrevista
Dia: 24/07/2022
Hora: 16h30 às 18h
Local: Sala de Múltiplo Uso – Sesc Rio Preto

TEATRO LA CANDELARIA
Patrícia Ariza (Bogotá/Colômbia) | Narciso Telles (MG)

Neste encontro-entrevista conduzido pelo professor e pesquisador Narciso Telles, a poeta, dramaturga, diretora teatral e atriz colombiana Patrícia Ariza fala sobre os 56 anos de produção do Teatro La Candelária, de Bogotá, um dos mais importantes e resistentes coletivos da América Latina.

Mais informações e materiais: https://www.fitriopreto.com.br/

Foto: Divulgação / FIT




Últimas Notícias sobre Cultura

Site Desenvolvido por
Agência UWEBS Criação de Sites

Categorias

As + Lidas

  1. Super Muffato Damha será um investimento de mais de R$ 45 milhões
  2. Postos de combustíveis estão abastecendo apenas com declaração de atividade essencial ou de servidor público
  3. Comércio e serviços poderão abrir seis horas por dia de quarta a sábado apenas
  4. Laboratório HLab vai realizar testes particulares para a Covid-19
  5. Rio Preto terá Festa das Nações de 16 a 18 de junho
Ir ao Topo