Geral




CTG Brasil realiza simulados de evacuação de emergência de barragens nas PCHs Palmeiras e Retiro


A CTG Brasil, uma das líderes em geração de energia limpa no País, realizará, nos dias 5 e 6 de junho, os primeiros simulados de evacuação de emergência de barragens, nas Pequenas Centrais Hidrelétricas Palmeiras e Retiro, instaladas no rio Sapucaí-Mirim. O exercício integra a etapa final de implantação do Plano de Ação de Emergência (PAE) de barragens.

Pedro Nunes, gerente de Engenharia Civil & Segurança de Barragem da CTG Brasil, destaca que o simulado é uma atividade de caráter preventivo, em cumprimento às leis federais 12.334/10 e 14.066/20 que estabelecem a Política Nacional de Segurança de Barragens. Ressalta ainda que todas as barragens administradas pela CTG Brasil são seguras e consideradas de baixo risco.

“É importante reforçar que as barragens não estão sob nenhum risco. Os simulados representam, para além do cumprimento de uma determinação legal, o nosso compromisso com o bem-estar e a segurança dos profissionais e da população vizinha aos empreendimentos”, diz Nunes.

As atividades ocorrerão nos dias 5 de junho na PCH Palmeiras e 6 de junho na PCH Retiro, com início às 14h e duração aproximada de 1h. Além de equipe técnica da CTG Brasil, participarão destas ações as defesas civis dos municípios de São Joaquim da Barra, Ipuã e Guará, o Corpo de Bombeiros e os moradores residentes nas ZAS, Zonas de Autossalvamento (nome dado para as áreas de impacto imediato em caso de emergência, localizadas logo abaixo da barragem).

A partir do cadastro realizado pela CTG Brasil, na ZAS da PCH Palmeiras atualmente vivem cerca de 61 famílias, e na ZAS da PCH Retiro, quatro. Está sendo implementado um plano de comunicação abrangente previamente à realização dos simulados por meio de ações porta-a-porta pelos profissionais da CTG Brasil e agentes das defesas civis, fixação de faixas de divulgação e envio de SMS via celulares cadastrados.

Os simulados caracterizam a etapa final de implantação do PAE, cujo processo foi iniciado em 2018 englobando desde os estudos de engenharia para delimitação das áreas de risco, mapeamento das populações residentes nas ZAS, instalação das rotas de evacuação e pontos de segurança, bem como sistemas de alerta de emergência composto por sirenes.

O objetivo principal dos simulados de evacuação é exercitar o processo de gestão de emergência na barragem, que envolvem os procedimentos de notificação internos e externos, até a completa evacuação da ZAS. “Com o simulado, as defesas civis poderão atualizar seus Planos de Contingência Municipal e os moradores da ZAS estarão preparados para agir em caso de uma emergência na barragem”, explica Nunes.

Como serão os simulados

A partir de um cenário previamente estabelecido pela equipe de engenharia, serão testados os procedimentos de comunicação e evacuação, definidos no Plano de Ação de Emergência da barragem. O sistema de alerta de emergência será acionado pelas salas de comando das usinas e a ordem de evacuação será emitida pelo Coordenador do PAE. As pessoas residentes nessa área, a partir do alerta sonoro emitido pelas sirenes de emergência, deverão se dirigir pelas Rotas de Evacuação até os Pontos de Segurança, onde serão recebidas pelos funcionários da empresa e pelos agentes de defesa civil. Nos Pontos de Segurança serão instaladas tendas, onde os participantes poderão tirar dúvidas e responder a um questionário de avaliação do exercício.

Participação da Comunidade

A empresa reforça o convite para que a comunidade localizada na ZAS compareça aos exercícios de simulação de emergência das barragens. Vitor Hugo Morais, Coordenador de Implantação do PAE das barragens da CTG Brasil, destaca a importância do engajamento da população e dos municípios localizados na ZAS.

“Todo o esforço investido no planejamento e execução dos exercícios simulados foi feito com foco na capacitação da comunidade localizada na ZAS, de modo a prepará-los para agir em uma eventual situação de emergência. Esperamos que esta ação seja promotora da criação de uma cultura de prevenção e segurança de barragens nos municípios envolvidos”, diz Morais.

Para mais informações sobre as barragens acesse a página de Segurança da Comunidade no site da CTG Brasil (https://www.ctgbr.com.br/sustentabilidade/social/seguranca-da-comunidade/  ou entre em contato pelo e-mail [email protected]

Foto: Divulgação/CTG Brasil




Últimas Notícias sobre Geral

Site Desenvolvido por
Agência UWEBS Criação de Sites

Categorias

As + Lidas

  1. Super Muffato Damha será um investimento de mais de R$ 45 milhões
  2. Assaí Atacadista anuncia chegada a São José do Rio Preto
  3. O sucesso da Madalê, gelateria que, desde a inauguração, registra filas de dobrar o quarteirão
  4. Laboratório HLab vai realizar testes particulares para a Covid-19
  5. Postos de combustíveis estão abastecendo apenas com declaração de atividade essencial ou de servidor público
Ir ao Topo